52 Bureau Digital

Os profissionais de comunicação visual se deparam atualmente com uma vasta quantidade de materiais para ser utilizados na sua mão de obra. Por isso é muito importante conhecer as especificações técnicas desses materiais e qual a sua utilização, para não cometer um erro na escolha e botar em risco o trabalho e sua reputação.

O Bureau Digital vai ajudar você a entender um pouco mais sobre os adesivos mais utilizados nesse ramo e, assim, contribuir para a sua próxima escolha.

Basicamente os adesivos devem ser escolhidos levando-se em conta as características do vinil, da cola e do liner (lê-se lainer). Os Vinis podem ser Cast, Calandrados Poliméricos e Calandrados Monoméricos. Quanto à cola, podem ser de borracha ou acrílico. Quanto ao liner eles podem ser divididos em Sintéticos ou Acrílicos à base d´água ou solvente. Essas características determinam o seu desempenho. Os vinis adesivos podem ser utilizados para o recorte eletrônico, serigrafia, impressão digital, impressão UV ou até mesmo para simples revestimento.

”todo adesivo se comporta como um elemento vivo, portanto, afetado pelas variações de temperatura, luz, umidade, embalagem, estocagem e manuseio. Sendo assim, o material alto adesivo precisa de alguns cuidados...”

 

CAST: esses adesivos foram desenvolvidos obedecendo a processos específicos de fabricação de forma a aumentar ao máximo o seu desempenho durante a aplicação e o tempo de uso. Considerado um material de alta performance é indicado para superfícies lisas, corrugadas ou com curvas muito acentuadas. Estes adesivos são finos, flexíveis e se tornam facilmente moldáveis às curvas da superfície e tendem a permanecer estáveis. Por isso são os mais usados no envelopamento de veículos.

CALANDRADOS: os adesivos Calandrados são produzidos em calandras e possuem “memória elástica”, ou seja, se forem esticados eles tendem a voltar ao seu estado natural. Isso significa que o seu uso se restringe a superfícies lisas ou com curvas pouco acentuadas. Apesar de serem mais espessos, os Calandrados não possuem uma durabilidade tão grande quanto os vinis Cast.

Os vinis calandrados ainda podem ser classificados quanto à vida útil em Monoméricos e Poliméricos:

Monoméricos: são películas formadas por monômeros (moléculas pequenas e instáveis), para uso interno (sem incidência de luz) com vida útil de 2 a 3 anos. São indicados para vitrines, etiquetas, itens promocionais, recorte, etc;

Poliméricos: são películas formadas por polímeros (moléculas maiores e mais estáveis), para uso interno e externo com vida útil de 5 a 6 anos. Indicados para mídias outdoor, com alta exposição às intempéries e esforços mecânicos. Indicados também para envelopamentos ou recorte com curvas pouco acentuadas, impressão digital e serigrafia com cura solvente ou UV.
 

VINIL ADESIVO – QUANTO À COLA:


BORRACHA: geralmente utilizado para aplicações não removíveis, alimentos ou superfícies porosas e rugosas que exigem uma cola mais maleável para se moldar à área de contato. O Departamento técnico da Colacril relata em documento técnico que esses vinis apresentam ótimo desempenho em tecidos, vidros jateados, plásticos rugosos e lisos, papelões e papeis reciclados e madeiras. Não apresentam bom desempenho em metais. Existem vinis à base de borracha removíveis e reposicionáveis, assim como específicos para alimentos.

ACRÍLICA: utilizado para ações de contato e remoção, pois são fabricados com polímeros de alta resistência. Sua aplicabilidade é vasta devido à facilidade de retirada e reposicionamento durante a aplicação. "Para reaplicação os adesivos podem perder até 90% da ação de adesivagem, pois 40% da capacidade de colagem ficam na superfície adesivada."

BASE ÁGUA: são considerados adesivos tecnicamente perfeitos, mas não para superfícies com baixas temperaturas. Pode ser usado em superfícies lisas e planas. Possui o componente ecológico de não agredir a natureza, pois o veículo utilizado é a água.

BASE SOLVENTE: desempenho considerado similar ao anterior, mas resistente a baixas temperaturas.

TRANSFER: bastante utilizado no ramo da comunicação visual para transferências de material recortado. Características de tack e adesividade baixas para facilitar a colagem e retirada.
 

VINIL ADESIVO – QUANTO AO FILME


O filme pode ser fabricado em plástico ou PVC com espessuras entre 0,8mm e 0,10mm. Sua superfície pode ser opaca (branco ou colorido), translúcida, transparente, metálica, refletiva ou texturizada. Dentre estes, aqueles que alguns chamam de efeitos especiais, como os adesivos de fibra de carbono usados para envelopamento de veículos.

A superfície dos adesivos pode receber acabamento brilhante, fosco, semifosco e semibrilho. Os adesivos opacos existem em uma variedade muito grande de cores, mas cada marca possui sua própria cartela. Essas cores podem variar um pouco de fabricante para fabricante sendo importante consultar o mostruário de cada marca no momento da compra. "Algumas marcas empregam uma tecnologia de saída de ar na fabricação dos adesivos, o que facilita a remoção de bolhas durante o processo de aplicação."
 

VINIL ADESIVO – QUANTO AO LINER:


A função do liner é controlar a estrutura superficial do adesivo e protegê-lo da sujeira e contaminação. O liner também influencia no trabalho de aplicação, facilitando o manuseio. Os liners podem ser sintéticos ou de papel:

SINTÉTICOS - são mais suaves, fáceis de deslizar, impermeáveis e possuem melhor planicidade. Por isso, esse tipos de liners são melhores para plotters de recorte;

PAPEL – podem ser comuns ou revestidos. Os liners comuns são pesados, por isso são mais utilizados na fabricação de etiquetas simples. Os revestidos são os mais utilizados, pois ficam protegidos do calor e umidade e facilitam a alimentação nas impressoras. O revestimento é feito de polietileno e pode ser dado em um dos lados do liner ou em ambos;

Dependendo da marca você pode encontrar adesivos com durabilidade especificada entre 2 e 10 anos. Mas, cuidado! As garantias são dadas pelo fabricante e seguem normas de temperatura, armazenagem, usabilidade e manuseio. Qualquer utilização inadequada fará com que a garantia seja perdida ou reduzida. A Avery, por exemplo, possui vinis que, se impressos, reduz a sua durabilidade de 10 para 5 anos. Outros são reduzidos de 4 para 3 anos e, em outros casos, a empresa nem fala sobre garantia para a peça impressa. Por isso é muito importante verificar a ficha técnica de cada fabricante antes de fazer uso do material.

ATENÇÃO: é bom não confundir garantia de fabricação com garantia de impressão. A durabilidade do produto impresso (a imagem) é especificada pelo prestador de serviço ou bureau de impressão e deve ser vista caso a caso.
 



CUIDADOS NO MANUSEIO: alguns cuidados precisam ser observados para obter máxima durabilidade do seu vinil adesivo. São eles:

Se o vinil for impresso, é aconselhado sempre aplicar verniz para aumentar a resistência às intempéries e aos choques mecânicos;

Se certifique de que o material impresso está seco o suficiente para o manuseio;

Mesmo com o verniz aplicado, procure mantê-lo longe de intempéries como poeiras, luz solar direta e umidade até o momento do uso;

Não manuseie o adesivo com as mãos sujas. Se possível faço-o com luvas;

Cuidado na aplicação de solventes (principalmente em impressão serigráfica), pois o excesso de solvente pode causar a queima do vinil e perdas na propriedade de colagem, ocasionando enrrugamentos;

Se certifique que o vinil é adequado para o tipo de aplicação que você está desenvolvendo. Consulte a ficha técnica do fabricante;

Limpe bem a superfície a ser aplicada e não utilize nenhum solvente à base de petróleo. Os principais inimigos dos vinis são os DESMOLDANTES e PLASTIFICANTES presentes em caixas de papelão, plásticos e lonas;

Utilize as ferramentas adequadas para cada fase da aplicação. Elas fazem toda a diferença no acabamento e na durabilidade do serviço.

 

FONTES: wsbrasil.com.br  ||  infosign.net.br  ||  graphics.averydennison.com.br/pt_br  ||  www.colacril.com.br

 






Comentários